6 de set de 2010

Homônimo e Homocepeéfico

.

O analista tributário Gilberto Souza Amarante, suspeito de acessar indevidamente o sigilo fiscal do vice-presidente do PSDB, Eduardo Jorge, classificou como um engano o acesso ao dados do dirigente tucano. Em coletiva na tarde desta segunda-feira, 6, Amarante justificou o erro afirmando haver diversos homônimos com o nome Eduardo Jorge, e que o objetivo seria acessar os dados de outro contribuinte” (leia, na íntegra, aqui).

.

Admirável a obstinação do fraudador.

Ele procurava não só alguém com o mesmo nome de Eduardo Jorge mas também com o mesmo CPF…

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário