20 de nov de 2009

O APOLO É O PACO OU O PACO É O APOLO?

.
.
Não é sem algum orgulho que posso afirmar que nunca vi uma novela completa.

Mas agora, nestes dias, por obrigações inerentes ao encargo de genro abnegado (estou na casa de praia de minha sogra), tenho assistido à tal de A Cor do Pecado.

Vi-a durante uma semana e já me assalta uma dúvida atroz.

O tal de APOLO, pelo que consegui entender, é, na verdade, o PACO, seu irmão gêmeo. O APOLO morreu. O PACO está vivo mas assumiu a identidade do APOLO.

Na arma apreendida como sendo aquela de onde saiu o tiro que matou o AFONSO, pai deles, a perícia técnica apurou que as impressões digitais são do APOLO, quer dizer, do morto. Mas foi o PACO quem manuseou a arma, induzido pela BÁRBARA.

O PACO foi preso sob a identidade do APOLO.

Então:

1) Os dois teriam as mesmas impressões digitais?

2) A polícia é tão inepta que não sabe fazer uma identificação correta?

3) O PACO assumiu com tanta perfeição a identidade do APOLO que até seus caracteres digitais sofreram transmutação?

4) Ou quem morreu, na verdade, foi mesmo o PACO e não o APOLO?

5) Ou se trata de um erro crasso de enredo?

Desculpem. Não consigo abandonar essa maldita tendência adquirida de examinar todas as possibilidades visando apurar a verdade dos fatos. Não quero ser estraga-prazeres de ninguém. Mas há alguma coisa errada aí.

Se alguém puder, me explique. Pode ser que eu esteja enganado porque, repito, vi apenas os capítulos recentes da novela. Peguei o barco voando!

Só espero que a Justiça não acabe levando a culpa!

.
.
.
.
Publicado no Jus Sperniandi, do autor, no Uol,
em 31/07/2004.
.

Um comentário:

  1. Pitacos transcritos do post original:

    [Carlos Damião] [carlosdamiao@brturbo.com] [http://carlosdamiao.zip.net]
    Pude acompanhar, com razoável freqüência, essa novela "Da Cor do Pecado". Utilizo-a como uma espécie de higiene mental. Vejo sem a menor preocupação de entender. Acho que o Gianechini se achou como ator "médio", nada comparável ao Mateus Nacht...o quê mesmo? Quanto ao que parece inverossímil, é o que parece mesmo: absolutamente sem nexo. Considero a novela, quando posso assistir, um show de anarquia. E acho que, ao fim e ao cabo, a Justiça não vai ser maculada. Abraço Carlos Damião

    03/08/2004 02:23

    RESPOSTA:
    O pior, Damião, é que as minhas indagações vão ficando sem resposta. Ontem mandei cópia da matéria direto para a Rede Globo. Hehehe! Só prá "mangar", como diria a Taguinha.

    [Glauco Damas]
    Ilton, pelas rápidas espiadas, achei uma novela medíocre. A mesma coisa penso de Senhora do Destino. Não sou daqueles que só falam mal da TV; reconheço as (raras) coisas boas. Mas uma coisa digo: a salvação, cada vez mais, é a TV paga. É esta que sintonizo 95% das vezes em que ligo a TV. Viva a DirecTV!

    02/08/2004 19:54

    [Glauco Damas] [glauco@glaucodamas.com] [http://portugueshoje.blog.uol.com.br]
    Ilton, fico cada dia mais surpreso com seu blog. Acho que o melhor que posso dizer é isto: você tem ESTILO. Isso não se aprende; é dom da pessoa. Você mistura paixão, emoção, ironia, suspense... Suspense, aqui, como "recurso" -- o que prende a atenção do leitor. Nos últimos dias, não pude ler seu blog. Hoje posso. Estou fazendo questão de ler tudo, ficar em dia. Só faço isso com as coisas que compensam muito. Você deveria escrever para JORNAL, ser um cronista, para alcançar mais leitores ainda. Não pense que estes são simples "elogios camaradas", porque sou duro para criticar, nunca faço tantos elogios a quem não merece.

    02/08/2004 19:01

    RESPOSTA:
    MUITO GRATO
    Por favor, não me deixe ficar convencido. Daí vou acabar estragando tudo. Mas muito grato pelos elogios. Incentiva o prosseguimento. Quem sabe isto não mude o mundo mas, pelo menos, tire uma pedrinha do caminho de alguém que tenha uma unha encravada... Já seria o suficiente.

    [Giorgia] [giorgia@gmail.com] [coisasbobas.blogspot.com]
    Idem, idem! Nunca gostei de novela. Talvez o Roque Santeiro eu tenha visto até o fim. Era bem pequena, devia ter uns dez anos, no máximo. Achava divertida. E tinha medo do lobisomem. Não sei quem é Paco ou Apolo, nunca vi essa novela... Aqui em casa, a TV é ligada em anos bissextos alternados.

    01/08/2004 20:38

    RESPOSTA:
    GUERRA DOS SEXOS
    Giorgia. A novela que mais assisti foi Guerra dos Sexos. Eu era juiz de Iraí e lá só entrava a Rede Globo (mais tarde a Band - só a Band). Chegava exausto do trabalho, via o JN, e já meio cochilando essa novela. Mas não a vi completamente.

    ResponderExcluir