13 de nov de 2009

O VENTO MISTURA IDEIAS

.
O VENTO LÁ FORA MISTURA IDÉIAS AQUI DENTRO

.
Não sabia que manter um blog fosse tão trabalhoso.

Deixei de lado muitas coisas que vinha fazendo normalmente.

Há uma semana não vejo um filme... Vinha assistindo a pelo menos um por dia.

Acabo de desempacotar seis dvds que adquiri do Submarino e que estavam esquecidos num canto do escritório desde o dia 25: Sacco & Vanzetti, Rocco e seus Irmãos, A Fonte da Donzela, Minha Vida de Cachorro, Viridiana e Gritos e Sussurros.

Isto nunca aconteceu antes. Sempre abri os pacotes frenética e imediatamente, com vontade, e logo me punha a ver.

Mas agora cheguei a cumular outros, que comprei há mais tempo, e não vi ainda: Excalibur, O Longo Caminho para Casa, Henry & June, O Anjo Azul, O Turista Acidental, A Última Tentação de Cristo, Procurando Nemo e... bem, e Tigrão. Tenho uma filha casada e espero ter netos, algum dia.

Hoje vou parar para ver um filme.

Provavelmente eu durma grande parte do tempo, mas não faz mal. A Ieda de vez em quando dá uns pigarros providenciais.

Talvez eu veja dois.

Um desses aí, possívelmente.

E outro vou rever. E neste, não vou dormir, com certeza.

Não sei qual, mas um com o Marlon Brando.

Talvez Apocalipse Now, versão integral.

Ou A Face Oculta – já que ontem falei de faroeste aqui – em que ele dirigiu a si próprio.

Ou Sindicato de Ladrões, ou O Selvagem, ou Um Bonde Chamado Desejo, que por aqui insistem em chamar de Uma Rua Chamada Pecado. Nada a ver!

Gosto dos filmes baseados em peças teatrais pela riqueza e objetividade dos diálogos...

Talvez A Cartada Final.

Não sei.

Um desses, como homenagem.

Marlon Brando morreu mas não morreu. Alguém disse, eu não lembro quem, depois que inventaram o cinema: “a partir de agora a morte nunca mais será a mesma”. E não é.

Não posso acreditar que alguém que eu vejo ali na tela, se movimentando, correndo, pulando, gritando, amando, até morrendo, esteja realmente morto.

Estou bastante dispersivo. Comecei a falar do blog, passei por filmes, netos, Marlon Brando, morte...

Vou parar por aqui e ligar minha aparelhagem.



Publicado no Jus Sperniandi, do autor, no Uol,
em 02/07/2004.
.

Um comentário:

  1. Pitacos transpostos do original:

    [clarissa] [cissadl@terra.com.br]
    oi, pai: tenho certeza que teus futuros netos (que ainda demorarão um pouco a chegar)também adorariam se comprasses os filmes/desenhos, shrek e sherk 2. beijão.

    04/07/2004 16:54

    [Tell] [http://www.tagarela.blogger.zip.net]
    Olá Ilton... É... atualizar blog é difícil...tenho negligenciado o meu, pois, assim como c, me peguei deixando de lado algumas coisas... então, resolvi tentar equilibrar as coisas...Semana passada vi filmes, hoje comecei a ler um livro e ainda recebi duas amigas em casa pra botar o papo em dia e rir um bocado.. coisas de gente "normal"!!! Quanto aos seus fimes, espere que não espere a chegada de um neto para assistir a Procurando Nemo! O filme é ótimo! Quem sabe não passamos a escrever os blogs em "baleês" (como é que se escreve isso??? rsrs) Um bom final de semana!

    04/07/2004 00:27

    ResponderExcluir